She Is Danna
06 / maio
ACHO QUE SOU NINFOMANÍACA #SOSdanna

Oi gente, tudo bem? Hoje teremos mais uma versão de SOS DANNA aqui no blog, como vcs já viram, as histórias contendo um conteúdo mais “pesado” não podem mais aparecer no Youtube. É por esse motivo que estou contando as histórias aqui no blog!

“Oi Danna! Eu não sei como falar sobre isso mas vou tentar explicar direitinho…
Bom, eu como toda adolescente tive minha puberdade. Até aí tudo normal. Mas aí rola aquela curiosidade, e eu tinha a minha. Sempre fui uma garota muito vaidosa, de muitas amizades, de muitos namorados. E acho que isso acabou contribuindo para que eu perdesse minha virgindade tão cedo. Depois que perdi a virgindade, não conseguia parar de pensar naquela sensação, e foi ai que começou minha compulsão por sexo. Depois da primeira, veio a segunda, a terceira, e nisso estou até hoje tentando me livrar disso, e por todo esse tempo eu tentei negar pra mim mesma… mas agora eu vejo que talvez eu seja uma ninfomaníaca, e isso tá afetando demais minha vida social, amorosa e pessoal. Eu gostaria muito de ouvir sua opinião sobre isso, ouvir um conselho seu pois eu não consigo falar sobre isso com ninguém. Obrigada pela atenção.”

Respondendo…

Então, de fato você já sentiu que há algo de diferente em você, no seu corpo, e a compulsão por sexo existe. É bem provável que você esteja certa. Pelo que eu conheço sobre o assunto, a “ninfomania” está diretamente relacionada ao Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) e também ligada à depressão. Eu sugiro que você busque ajuda logo, porque quanto mais velha você ficar sem tratar esse problema, pode ser que fique ainda pior. Muitas vezes as pessoas tem até vergonha de buscar tratamento, por ser um assunto que envolve sexo, e é normal que você tenha vergonha (mesmo não precisando ter, pois você não escolheu passar por isso). De uma coisa eu tenho certeza: tratamento existe, e os próprios anti depressivos podem te ajudar a diminuir a libido e a compulsão por querer se masturbar toda a hora. Converse com um psiquiatra, mas não esqueça que é necessário fazer terapia contínua com um psicólogo (em alguns casos o psiquiatra também é terapeuta, aí é até mais fácil). Enfim, tenho certeza que vai dar tudo certo, e o tempo cura todos os nossos problemas, sempre fazendo a gente conhecer mais a nós mesmos :)


0
27 / abr
Como me maquiava antes, e como me maquio agora!

Oi gente, tudo bem? Essa semana fiz um vídeo mostrando a diferença drástica de como eu me maquiava a mais ou menos 6 anos atrás! A diferença é absurda, porque eu não sabia nada de maquiagem na época, nem usava pincéis, haha! Em resumo, fazia tudo errado! Mas o tempo tá aí pra mostrar que qualquer pessoa pode melhorar o jeito de se maquiar e aprender treinando todos os dias, né?

ANTES:

DEPOIS:

A diferença é enorme, né? Antes eu só fazia um delineado redondo no olho, sem profundidade, não usava rímel. E fora que eu não gostava de usar batom! Pode isso? Hahaha! Isso é pra você que acha que precisa se maquiar melhor, que não sabe se maquiar ainda: vai chegar sua hora! Eu não sou maquiadora (estou bem longe de ser, kkk) mas com certeza aprendi coisas muito valiosas nesses 6 anos de maquiagem, que foi apenas com treino e prática. Não adianta você querer aprender da noite pro dia fazer um delineado perfeito, se você não tem o costume de treinar como se faz o gatinho.

Enfim, espero muito que gostem do vídeo! Assistam pra ver detalhes de como era antes e agora:


0
22 / abr
10 PRODUTOS que farão seu CABELO CRESCER

Oi gente, tudo bem? Vim avisar por aqui que fiz um vídeo com a Dobruskii, falando várias dicas de produtos pro nosso cabelo crescer MUITO mais rápido e saudável. Lá no canal dela também tem outro vídeo onde eu apareço dando mais uma dica mara!

Se você estiver com problemas de crescimento capilar, tenho certeza que essas dicas vão acelerar o processo, e deixar seus cabelos gigantes em pouco tempo!  Espero que gostem ♥


0
19 / abr
SOS DANNA: vamos ter aqui no blog!

Oi gente, tudo bem? Como estava tendo alguns problemas em publicar sobre certos assuntos diretamente no youtube (com todos os problemas que estão acontecendo na plataforma) vou começar ajudar vocês por aqui. O SOS Danna é um quadro que sempre deu certo, mas que eu quero trazer as histórias mais chocantes pra cá, já que o Youtube anda censurando tudo ultimamente. Como não quero me desfazer do blog, e tenho conteúdos que não quero apagar nunca, será que conseguimos manter ele atualizado juntos?

“Oi Danna…  bom, vou tentar resumir tudo: tenho 15 anos e estava olhando alguns vídeos, e encontrei o SOS Danna, e senti como se pudesse pedir sua ajuda.

Meus pais se separaram em 2008. Meu pai quase cortou a garganta dá minha mãe na minha frente e na frente do meu irmão. A partir daí, viemos morar com minha avó, porém, sempre gostei muito do meu pai e sentia falta da presença dele. Algumas vezes fui na casa que ele morava, porque era dia de ver ele (mesmo que minha mãe odiasse que eu ficasse sozinha com ele). Muitas dessas vezes ele “brincava” comigo, fazendo eu vestir certas roupas e dançar pra ele. E como eu era muito pequena nunca vi problema.

Isso se estendeu por muito tempo. Depois disso eu fiquei com certas “memórias” que não sei se seria verdade. Vejo ele nu andando pela sala, e eu meio zonza, deitada, e depois apago.  Não sei se isso realmente aconteceu. Depois de muito tempo voltei a ver ele e sair novamente. Ele deixava eu beber e até incentivava. Mas ele também me elogiava de um certo jeito, me chamando de “minha bandida”, “gostosa”, reparava meus seios e bumbum… Eu com o tempo comecei a levar isso como algo normal, até que na sétima série fui pra outra escola, e lá alguns garotos começaram a passar a mão em mim,  juntavam comigo, e por baixo dá mesa passavam a mão (eu nunca falei nada, porque meu pai fazia isso)

 Em um desses dias um garoto me agrediu, me enforcou e me chamou de todos os xingamentos que você pode imaginar, minha mãe foi chamada na escola e lá disseram que ele me agrediu por eu ter mandado um ” nudez ” pra alguém, mas era mentira e sai como a errada. Pulando para hoje em dia.. me sinto totalmente insegura, me sinto um lixo, tem dias que me olho no espelho e realmente vejo uma “puta ” , não faço nada quando mexem comigo, só me sinto cada dia mais lixo, desde meus 12 anos ouço pessoas me chamarem de vagabunda, puta, por garotos que dei um fora e até hoje isso me persegue. Semana passada apanhei na escola por um garoto gostar de mim e a garota que gosta dele ficar sabendo, sou nova na escola, é meu primeiro ano no colegial e já sou conhecida novamente como vagabunda, como a garota que trai o namorado.. Pfvr Danna, me ajuda, estou pensando seriamente em me matar. 

PS: Não sei bem se isso que meu pai fez é um abuso. É meio estranho pensar que eu fui abusada e acho normal, talvez pq todos dá minha família falam que só é abusada ou estuprada quem “procura”.. Sou muito confusa sobre isso.” 

 

Respondendo…

Sim, o que o seu pai fez com você é abuso sim. Ele te estuprou, e provavelmente estava te dando algum entorpecente pra que você apagasse sem lembrar de nada (assim ele não correria o risco de ser pego). Esses apelidos que ele te chamava, como “bandida”, “gostosa”, não são elogios que um pai normal dê pra uma filha, não é algo comum… Aí você já vê que tem problema envolvido. Não sei se alguém de fora percebeu essa atitude dele em relação à você, mas provavelmente se tivesse descoberto ele teria dado um jeito driblar a pessoa (como todos os abusadores fazem numa tentativa desesperada de tirar o seu c* da reta).

O que o seu pai fez foi abuso sim, foi estupro. Talvez você já tenha sido tão abusada na sua vida, que ver situações assim fazem pensar que abuso não existe. “Estuprada é só quem procura”? Não, isso não existe. TUDO que você fizer contra sua vontade, é considerado ABUSO. E você deve SIM procurar ajuda (no conselho tutelar, por ainda ser menor de idade). O próprio conselho tutelar vai te dizer a maneira certa de tratar esse problema.

Outra coisa que é muito importante: procure um terapeuta com urgência. A vontade de cometer suicídio é algo muito sério, e que se não for tratada com a devida importância, pode não ter volta. Se você não tem como pagar um terapeuta, nesse link AQUI você encontra uma lista de locais onde você pode procurar por profissionais de saúde mental mais próxima de você. Também tem o CVV, que é o Centro de Valorização da Vida, é só ligar pro número 141, e sempre tem pessoas dispostas a te ajudar. Não fique sem procurar ajuda, nunca!

Enfim, espero ter ajudado, sempre lembrando que devemos DENUNCIAR todo e qualquer caso de abuso/estupro/pedofilia que sabemos, pra que o agressor nunca saia impune da situação, como acontece na maior parte das vezes.

Não deixa se se inscrever lá no canal, e acompanhar o SOS DANNA por aqui também!
youtube.com/SheIsDanna ♥


1